Arquivo da Categoria: Seminários

Qual Agenda de Pesquisa para a Crítica das Metamorfoses do Neoliberalismo? (15 dez/20)

Sessão 5
II Seminário Metamorfoses do neoliberalismo e emergências críticas

Diante das transformações recentes da racionalidade neoliberal, seria necessário alterar o referencial teórico de análise? Os estudos internacionais sobre o tema têm assumido qual orientação? Haveria ruptura em relação à produção já acumulada nas últimas três décadas de conformação de um campo crítico de investigação? De que forma e com qual intensidade esse processo tem reestruturado os estudos no Brasil?  A última sessão do Seminário promoverá o debate em torno de uma nova agenda de pesquisa, destacando os impasses teóricos e as possíveis perspectivas de investigação abertas pelo contexto de aguda metamorfose do neoliberalismo.

Participantes:
Integrantes do Grupo de Estudos Neoliberalismo, Subjetivação e Resistências do IEA, da Rede Interdisciplinar de Pesquisadores (FFLCH) e do laboratório Sophiapol (Univ. Paris-Nanterre).

Moderador:
Márcia Cunha (FFLCH e IEA/USP)

Memória, Vírus, Revolta no Chile (8 dez/20)

Sessão 4
II Seminário Metamorfoses do neoliberalismo e emergências críticas

O Chile vem passando por mobilizações permanentes de contestação social, com repercussões profundas em suas instituições políticas. Serão examinados e colocados para o debate os sentidos e desdobramentos desse processo, entre os quais a violenta reação do Estado, que não deixou de utilizar dispositivos de repressão dos tempos da ditadura militar, e o recente resultado do plebiscito em favor de uma nova Constituição.

Palestrante
Andrea Roca (Universidade Alberto Hurtado/Chile)
Moderador
Nilton Ota (FFLCH e IEA/USP)

Conjuntura Política e Perspectivas da Democracia na Bolívia (02 dez/20)

Sessão 3
II Seminário Metamorfoses do neoliberalismo e emergências críticas

A conjuntura política boliviana e suas consequências sobre o processo democrático serão analisadas à luz da crise instalada com a saída do presidente Evo Morales, em novembro de 2019, e da recente eleição do candidato do Movimento ao Socialismo (MAS) à presidência.

Palestrante:
Moira Zuazo (Universidade Livre de Berlim/Alemanha)
Moderador:
Nilton Ota (FFLCH e IEA/USP)

II Seminário Metamorfoses do neoliberalismo e emergências críticas (nov-dez/20)

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Programação

13 de novembro (15h)
Impermanências na geopolítica do Cáucaso Sul
Prof. James Onnig (Facamp)

19 de novembro (14h)
O Nacionalismo hindu como política de Estado na Índia contemporânea
Profa. Dra. Mariana Faiad Batista Alves (Unicamp)

02 de dezembro (15h)
Conjuntura política e perspectivas da democracia na Bolívia
Profa. Dra. Moira Zuazo (Universidade Livre de Berlim/Alemanha)

08 de dezembro (15h)
Memória, vírus, revolta no Chile
Profa. Dra. Andrea Roca (Universidade Alberto Hurtado/Chile)

15 de dezembro (15h)
Qual agenda de pesquisa para a crítica das metamorfoses do neoliberalismo? [mesa-redonda]


Organização:
Rede Interdisciplinar de Pesquisadores (FFLCH/USP)
Instituto de Estudos Avançados (IEA/USP)
    Grupo de estudos “Neoliberalismo, subjetivação e resistências”
Sophiapol (Université Paris-Nanterre)

II Seminário Metamorfoses do neoliberalismo e emergências críticas (nov-dez/20)

Nov-Dez/2020

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Programação

13 de novembro (15h)
Impermanências na geopolítica do Cáucaso Sul
Prof. James Onnig (Facamp)

19 de novembro (14h)
O Nacionalismo hindu como política de Estado na Índia contemporânea
Profa. Dra. Mariana Faiad Batista Alves (Unicamp)

02 de dezembro (15h)
Conjuntura política e perspectivas da democracia na Bolívia
Profa. Dra. Moira Zuazo (Universidade Livre de Berlim/Alemanha)

08 de dezembro (15h)
Memória, vírus, revolta no Chile
Profa. Dra. Andrea Roca (Universidade Alberto Hurtado/Chile)

15 de dezembro (15h)
Qual agenda de pesquisa para a crítica das metamorfoses do neoliberalismo? [mesa-redonda]

Organização:
Rede Interdisciplinar de Pesquisadores (FFLCH/USP)
Instituto de Estudos Avançados (IEA/USP)
     Grupo de estudos “Neoliberalismo, subjetivação e resistências”
Sophiapol (Université Paris-Nanterre)

Colloque : La crise de la démocratie et le néolibéralisme à la lumière de la situation brésilienne (mars 2019)

MERCREDI 20 MARS 2019

Matinée 10h-12h 30

10h-10h 15 Présentation du colloque par les organisateurs

10h15-12h30 Thème : D’où vient le « bolsonarisme » ?

  • Maud Chirio (Historienne, Université Paris-Est Marne-la-Vallée), 10h 15-11h : la victoire de Bolsonaro à la lumière de l’histoire brésilienne

Table ronde 11h15 -12h : les raisons d’un basculement politique

  • Daniel Hirata (Université Fédérale Fluminense) : illégalismes, rationalité néolibérale et violence d’État a Rio de Janeiro .
  • Diogo Sardinha (Université Paris 8/Université de Lisbonne) : inégalités et identités aux sources du bolsonarisme
  • André Alves Portella (Professeur à la faculté de droit de l’Université fédérale de Bahia, Chercheur du CNPq) : Droit et Financement public au service du néolibéralisme et contre les intérêts du peuple : le cas brésilien
  • Soleni Fressato (Sociologue, Université fédérale de Bahia, Oficina Cinema-Historia) : Le comportement de la classe moyenne et le recul de la démocratie au Brésil

Discussion générale 12h-12h30

Déjeuner 12h 30-14h

Seminário internacional Democracia e desigualdade na América Latina (18-19 set 2018)

Com o objetivo de debater a atual situação das democracias latino-americanas, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP) promoverá, nos dias 18 e 19 de setembro de 2018, o Seminário internacional Democracia e desigualdade na América Latina.

A conferência de abertura, Anatomia do novo neoliberalismo, do sociólogo Christian Laval (Universidade de Paris Nanterre), tratará da racionalidade política que conforma o intenso e acelerado processo de transformação das democracias europeias. Na segunda noite, a mesa Impasses atuais da América Latina contará com a presença de conferencistas da Argentina, Bolívia, Brasil e México, que debaterão os possíveis cruzamentos entre as conjunturas político-econômicas vividas em cada um dos países.
O Seminário também constitui um ponto de partida para a criação de uma rede internacional de pesquisadores em torno da temática. A exemplo de iniciativas em outros lugares do mundo, a aposta é de que uma interconexão de pesquisadores atentos ao que ocorre nesta fase tão movimentada da história regional e mundial poderá se traduzir em importantes ganhos analíticos. 

GENEALOGIA DOS DISPOSITIVOS INTELECTUAIS DE ENGAJAMENTO – CURSO DE PÓS (maio-junho/17)

Nilton Ken Ota (USP/Univ. Paris Nanterre)

O ciclo contestatório mundial iniciado no final da década de 1960 fez da França o epicentro de uma nova gramática política, a um só tempo, massificada culturalmente e inscrita na conduta individual, em detrimento dos modos tradicionais de representação de classe e seus circuitos de recrutamento e formação militante. Sob o declínio do Partido Comunista Francês, as antigas figuras hegemônicas do engajamento entraram em deriva, ocasião propícia para alianças e pontos de tangência entre intelectuais e forças políticas forjadas pelas sedições nas ruas e instituições. A partir de maio de 68 este encontro não deixará de gerar consequências, entre as quais, a invenção de instrumentos específicos de incitação da subjetividade militante, processo amplo e heterogêneo no interior do qual emergiram os dispositivos intelectuais de engajamento.

IV Seminário Neoliberalismo e racionalidade política (outubro e novembro de 2016)

IV Seminário Neoliberalismo e racionalidade política

04/10
Autonomismo e as novas formas de organização coletiva
Jean Tible – FFLCH/USP

18/10
Polarização política no Brasil e Turquia
Álvaro Comin – FFLCH/USP

01/11
Neoliberalismo, austeridade e sequestro da democracia
André Singer – FFLCH/USP

08/11
Blindagem da Constituição financeira e agonia da Constituição econômica
G. Bercovici e F. Massonetto – FD/USP

Horário: 19:30
Local: Sala 104 A

Universidade de São Paulo -USP
Prédio de Ciências Sociais e Filosofia – FFLCH
Av. Prof. Luciano Gualberto, 315

cartaz-final_02-out-2016

Seminário Neoliberalismo e a razão do comum (11 a 14 de abril de 2016)

11 a 14 de abril de 2016

Iniciativa conjunta da Rede Interdisciplinar de Pesquisadores e dos Programas de Pós-Graduação em Sociologia, em Filosofia e em Ciência Política da FFLCH/USP, o Seminário Neoliberalismo e a razão do comum: história, dispositivos e crítica, a ser ministrado pelo professor Christian Laval (Université Paris Ouest Nanterre La Défense), objetiva fomentar o debate sobre as racionalidades políticas contemporâneas, em especial o exame crítico da vertente hegemônica neoliberal. Pouco desenvolvida pelas filosofia e ciências sociais brasileiras, essa abordagem teórica do neoliberalismo tem permitido, nos circuitos internacionais de pesquisa, a agregação de diferentes áreas disciplinares e a análise de distintas configurações histórico-sociais. Sua adoção tem resultado em ambientes de experimentação metodológica colaborativa para a apreensão e investigação dos dispositivos neoliberais. O Seminário pretende problematizar a atualidade política do neoliberalismo à luz do confronto com outras racionalidades, objeto dos últimos livros de Christian Laval, realizados em parceria com Pierre Dardot: “La Nouvelle Raison du Monde” (2009), “Marx: Prénom, Karl” (2012) e “Commun” (2014).

Programação
Local: Prédio de Filosofia e Ciências Sociais – FFLCH/USP

11 de abril. (16:00. Sala 118)
“As raízes históricas do neoliberalismo ou o nascimento do homem econômico”
Debatedor: Jean Tible (Ciência Política/USP)

12 de abril. (15:00. Sala 14)
“Neoliberalismo, uma lógica normativa universal”
Debatedor: Paulo Arantes (Filosofia/USP)

13 de abril. (19:30. Auditório 8)
“O comum: história longa e emergência contemporânea”
Debatedor: Ruy Fausto (Filosofia/USP)

14 de abril. (19:30. Auditório 24)
“Neoliberalismo e o comum, duas razões do mundo em luta”
Debatedora: Vera Telles (Sociologia/USP)

III Seminário Neoliberalismo e racionalidade política (agosto a novembro de 2015)

III Seminário Neoliberalismo e racionalidade política

21 de setembro
“A grande imprensa e a formação da agenda ultraliberal no Brasil dos anos 1990”
Prof. Dr. Francisco Fonseca (FGV/SP)

15 de outubro
“As novas políticas sociais”
Profa. Dra. Cibele Rizek (IAU/USP)

12 de novembro
“Neoliberalismo como gestão do sofrimento”
Prof. Dr. Christian Dunker (IP/USP)

19 de novembro
“A polarização social no Brasil e na Turquia”
Prof. Dr. Álvaro Comin (FFLCH/USP)

25 de novembro
“A contrarrevolução dos números”
Prof. Dr. Fabrice Bardet (Université Lyon)

26 de novembro
“Tercerização e direitos do trabalhador”
Prof. Dr. Jorge Souto Maior (FD/USP)

 

Cartaz geral

II Seminário Neoliberalismo e racionalidade política (agosto e setembro de 2013)

8 de agosto Cultura de esquerda e o esboço de uma contra-hegemonia nos anos 1960-1970
Prof. Dr. Marcelo Ridenti (Unicamp)

15 de agosto A racionalidade na Cooperação Internacional: notas etnográficas sobre a disseminação da lógica da matriz de projeto
Profª. Drª. Anna Catarina Vianna (UFSCar)

29 de agosto – PT: História e perspectivas depois de junho
Prof. Dr. Lincoln Secco (USP)

11 de setembroOs protestos de junho entre o processo e o resultado
Prof. Dr. Pablo Ortellado (USP)

19 de setembro Nova razão do mundo, novo tempo do mundo
Prof. Dr. Paulo Eduardo Arantes (USP)

CARTAZ 2º CICLO

I Seminário Neoliberalismo e racionalidade política (abril a junho de 2013)

22 de abril – As novas fronteiras da escravidão: Brasil, Cuba e Estados Unidos no século XIX
Prof. Dr. Rafael Marquese (USP)

06 de maio – Ética, economia e política: a vertente ultraliberal do liberalismo
Prof. Dr. Cícero Araújo (USP)

21 de maio Políticas sociais no Brasil recente: entre o alívio e a superação da pobreza
Profª. Drª. Amélia Cohn (CEDEC)

28 de maio Política Social: entre o Estado e o Mercado
Prof. Dr. Eduardo Fagnani (Unicamp)

11 de junhoMax Weber e Michel Foucault, convergências em uma ontologia do presente: a questão da racionalidade
Prof. Dr. Márcio Fonseca (PUC/SP)

17 de junho – Neoliberalismo: palavra, atos e atores
Prof. Dr. Roberto Grun (UFSCar)

25 de junho – Capitalismo de laços
Prof. Dr. Sérgio Lazzarini (INSPER)

Cartaz_Programação_Completa_SEM ORG