Oficina Observar os Tempos do social e da política (1° sem 2017)

No segundo semestre de 2016, a Rede Interdisciplinar de Pesquisadores (FFLCH/USP), o Laboratório Misto Internacional (LMI SAGEMM/IRD) e o Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (Cenedic/USP) promoveram o seminário “Tempos do Social e da Política”, discutindo pesquisas dedicadas à análise das configurações das políticas sociais, de modo a identificar e colocar em debate o enraizamento temporal de seus principais impasses, avanços e interdições.

Para o primeiro semestre de 2017, a proposta de continuidade das discussões lança luz sobre a questão das temporalidades constitutivas das conformações políticas a partir do ponto de vista do pesquisador em campo: como apreender, no trabalho de investigação, interpretação e análise, as diversas referências históricas que se cruzam e justapõem nas experiências dos sujeitos, em suas falas e disputas políticas? Quais são os aspectos a atentar no trabalho sobre a construção das narrativas, a preservação e uso dos registros, a mobilização das memórias? Esses são os pontos de partida das quatro sessões a serem realizadas e para as quais fazemos este convite.

17 de abril (18h30)
DOCUMENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO POPULAR: A EXPERIÊNCIA DO CPV E DOS MOVIMENTOS SOCIAIS ATUAIS
Aldo Escobar, Paula Ribeiro Salles e Ana Valim Alberti (CPV)
Sala 8

19 de maio (15h)
O EFÊMERO: TEMPORALIDADES, SUBJETIVIDADES E NARRATIVAS ETNOGRÁFICAS EM LUANDA
Madalina Florescu (Cebrap)
Sala 106 A

2 de junho (15h)
A CONSTRUÇÃO POLÍTICA DOS QUILOMBOS DO VALE DO RIBEIRA
Fábio Sanchez (UFSCar)
Sala 104 B

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *